Vichyssoise

 

Pode ser um «fait divers» e por isso mesmo vai para notícia de abertura da página online de um «jornal de referência». Acham mesmo que neste país é possível ter um debate minimamente informado e sério sobre o que quer que seja? Enfim, que a coisa gerou «reboliço nas redes sociais» é um facto, mas um jornal não deve deixar que a sua linha editorial seja dominada pelo reboliço nas redes sociais, sob pena de um qualquer dia destes fazerem de casos tipo Samsung ou Sumol as notícias do dia. Aos jornalistas pede-se que tenham alguma noção da importância das coisas ou arriscam-se a cair no ridículo.

publicado por Mr. Brown às 19:22 | link do post | comentar