História da carochinha

A nossa imprensa é tão boa a inventar histórias e a dar-lhes vida que até conseguiu pôr o ex-ministro Vítor Gaspar, hoje, a malhar forte e feio na Maria Luís Albuquerque. Claro que não lhes passa pela cabeça - vamos novamente fingir que o problema da imprensa é de interpretação -, nem as eles, nem a quem os lê, que há qualquer coisa na narrativa que não bate certo. Por exemplo, a parte de Gaspar a explicar o quê que era público e o quê que não se sabia - e que não foi pelo anterior governo que se passou a saber -, não interessa. Muito menos interessa todas as vezes em que Gaspar frisou que Maria Luís não mentiu. Não, isso é que não pode ser. Gaspar, afinal, como parte da nossa boa imprensa nos demonstrou hoje, foi à comissão reconfirmar que Maria Luís mentiu. Mais, a avaliar por algumas notícias, ele foi lá precisamente e especificamente para isso. Gaspar tornou-se a revelar um verdadeiro incompetente. O que nos vale é que a nossa imprensa é tão esperta. Mas tão esperta.

publicado por Mr. Brown às 00:08 | link do post | comentar