Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Nunca é demais lembrá-lo

O mundo pode continuar a ter muitos defeitos, mas não há na história da humanidade nenhum outro período tão bom como o actual. Em praticamente tudo: ausência de guerras significativas; redução da pobreza e melhoria generalizada das condições de vida; aumento da liberdade; redução das distâncias; e maior compreensão do outro. Não me peçam para argumentar muito mais do que isto que é verão e estou sem tempo. Mas, mesmo ficando pelo caso português de crise aguda generalizada, o que tende a enevoar as perspectivas de cada um sobre o que será o futuro, estou convicto que daqui a trinta anos, ao olharmos para trás, não mais veremos do que uma crise transitória seguida por novo período de progresso. E o mundo, assim espero, será um lugar ainda melhor do que o que hoje conhecemos. E o de hoje, insisto, já é o melhor mundo que a humanidade alguma vez conheceu e concebeu. Este é um post banal, bem sei, mas é da natureza humana recordar com nostalgia o passado e vir com a lengalenga de que no seu tempo é que era. Não, neste tempo é que é. Nunca é demais lembrar isso.