Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Entusiasmo com Sócrates

A única vez que nomeou José Sócrates foi para falar, brevemente, sobre o período pós-eleitoral, notando que o secretário-geral do PS “ganhou uma experiência excepcional, tem amigos na Europa e conhece toda a gente”. E não disse mais nada sobre o primeiro-ministro demissionário. Já a concluir o seu discurso, Mário Soares manifestou a sua “satisfação” por estar no Palácio de Cristal. Mas frisou: “Soares é apenas fiel ao Partido Socialista que ajudou a criar.”

Ministros e primeiro-ministro

Sim: o director do Expresso foi muito matreiro na forma como trouxe para a campanha um tema que considerava que não nos devíamos esquecer. Mas Passos Coelho ainda não aprendeu a controlar-se nas respostas aos jornalistas? É que caso ainda não tenha entendido, os jornalistas não são propriamente amigos desinteressados que lhe querem bem. De resto, hoje a ex-líder social-democrata disse exactamente aquilo que penso destas eleições: «Passos Coelho vai desculpar-me, mas eu não ando à procura de um outro primeiro-ministro, ando à procura que o engenheiro Sócrates saia de primeiro-ministro e ele só sairá de primeiro-ministro no dia em que o PSD tiver mais votos que o PS». Seria bom que alguns dos que, em 2009, estiveram entusiasmadamente do lado de Ferreira Leite ouvissem estas sábias palavras.

Ler os outros (LV)

Hoje o Expresso tem duas entrevistas - a Passos Coelho e a Sócrates. A deste ultimo é notável, porque depois de dizer que as ideologias nao interessam e que nao precisa de atacar os outros para se afirmar, passa a entrevista a atacar os outros, nomeadamente o PSD por causa da sua ideologia neo-liberal. Eu sei que isto é normal, mas como sou 'anormal' ainda acho que é digno de registo.

Lamaçal

Finanças confirmam “ajustamentos pontuais” entre as duas versões do acordo com a troika. Transparência? Zero. Mas como boa parte das alterações passarão por uma antecipação dos prazos, percebe-se melhor as declarações de Teixeira dos Santos de que «o próximo Governo não terá tempo para se sentar». E qual o motivo desta falta de transparência? É simples, o partido no Governo, que tem toda a informação, tudo faz para fingir que não há um memorando de entendimento assinado que temos de cumprir. E fá-lo porque o programa da «troika» não agrada ao PS. É que note-se: num dos 'ajustamentos pontuais' realizados, fica claro que a proposta para diminuição da TSU terá de ser apresentada pelo novo Governo até final de Julho, ou seja, é já daqui a dois meses. Sócrates passou tanto tempo a fingir que não ia diminuir a TSU que na Europa devem ter achado por bem evidenciar a importância que atribuem a tal medida. Mas é neste lamaçal onde discute-se nada e coisa nenhuma que este PS socrático sente-se mais confortável.

O repouso (2)

No centro-direita, quem quer contribuir para o repouso de Sócrates, vota PSD. Quem quer contribuir para um lugar ao sol de Portas, vota CDS. A frase é de campanha e neste blogue estou em campanha, contra Sócrates. Os meus amigos do CDS dizem-me que isto é, de certa forma, o recurso à política do medo que tanto critico ao PS. Compreendo-os, mas não têm razão. Umas eleições não têm necessariamente de servir para premiar determinado partido, também servem para penalizar um mau Governo. Ora, quem valoriza mais a necessária penalização de Sócrates do que os méritos de Portas, só tem um caminho a tomar. Acrescente-se ainda que num contexto de imposição de um programa de ajuda externa, só por ilusão é que alguém pode pensar que existiria grande diferença na prática governativa entre o PSD e o CDS. É chato para os meus amigos do CDS que assim seja? Sei que sim, mas por ser chato não deixa de ser verdade. E fica o aviso: se Sócrates ganhar dia 5 de Junho, quem vota CDS não venha depois com a desculpa que o problema foi a má campanha do PSD. Afinal, eles próprios terão sido os primeiros a desvalorizar a necessária derrota socrática.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-