Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Do radicalismo ideológico que tomou conta da Europa

Há quem queira fazer da crise na zona Euro um problema da direita neoliberal que governa a Europa, dando uma dimensão sobretudo ideológica à crise. Para além de Merkel, Schauble e Juncker, talvez os maiores rostos dessa direita neoliberal, radical e austeritária que tem governado a Europa, do ponto de vista português, tenham sido numa primeira fase o senhor Olli Rehn e agora o senhor Jeroen Dijsselbloem. Contudo, o primeiro é centrista e o segundo é socialista. Isso mesmo: o senhor Dijsselbloem, que tão mal tratado foi pelo senhor Varoufakis, se ambos concorressem e fossem eleitos para o Parlamento Europeu, teria um lugar no mesmo grupo político que o deputado Galamba. Deriva ideológica? Só no PS. Qualquer dia passam a fazer parte do Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde, onde poderão fazer companhia aos deputados do PCP e do BE (e do Syriza e do Podemos).

Acabou a austeridade

Com um potencial aumento de contribuições e impostos tipo Gaspar 2012: «De uma assentada, surgem, agora, 1150 milhões de euros com a reposição dos anteriores níveis de contribuição para a segurança social por parte de empregadores e trabalhadores, que haviam sido reduzidos em 3,9 pontos percentuais pelo governo anterior. A que se adicionam 405 milhões de euros de subida de 4% para 5% na contribuição dos pensionistas do Estado para o sistema de saúde e ainda mais 390 milhões de euros da subida de 3% para 3,5% da contribuição para o fundos suplementares.»

Negócios da China

«O governo mais chinês da Europa», preocupa-se o camarada Nicolaço, certamente chateado com a campanha de relações públicas levada a cabo pela Fosun que até aponta um dos motivos pelo qual é bom investir em Portugal (e não na Grécia, por exemplo): «Não há radicalismo e instabilidade política em Portugal». Recorde-se, pois essa será uma imagem de marca desta legislatura, que Portugal transformou-se no quarto maior destino do investimento chinês na Europa na última década. E ainda falta o Novo Banco. E isto é mau? Devia ser melhor o tempo do investimento estrangeiro angolano ou venezuelano. Enfim, o que vale é que se temos o governo mais chinês da Europa, a oposição não lhe fica atrás. Sem radicalismo e com estabilidade, venha de lá esse dinheirinho chinês, até para a compra de jogadores de futebol, amém.

Um país a definhar?

1. Na última publicação do Eurostat sobre emprego, para o primeiro trimestre do corrente ano em relação ao trimestre anterior, o crescimento do mesmo em Portugal ficou em 0,7%, contra 0,1% para a zona Euro e 0,3% para a União Europeia. Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, o crescimento do emprego em Portugal foi de 1,4% que contrasta com 0,8% na zona Euro e 1,1% na UE. Ou seja, o nosso desempenho está a ser melhor do que o do conjunto dos restantes parceiros europeus na vertente da criação de emprego. É este o país da economia que definha?

2. Na última publicação do Eurostar sobre cescimento económico, para o primeiro trimestre do corrente ano em relação ao trimestre anterior, o crescimento da economia em Portugal ficou nos 0,4%, contra os mesmos 0,4% para a ZE e a UE. Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, o crescimento da economia em Portugal foi de 1,5% que contrasta com 1% para a ZE e 1,5% para a UE. É este o país da economia que definha?

Sócrates e Lula

LIVRO55SOCRATES55.jpg

 

Aproveitando a prisão dos presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez na operação Lava Jato no Brasil, vale a pena revisitar este texto de Eva Gaspar: Sócrates, Lula, Salgado e PTs. Oi? ou este do i: MP investiga relações de Sócrates com construtora brasileira ligada a Lula da Silva. Infelizmente, tenho dúvidas de que alguma vez toda a história chegue a ser descoberta e digo isto porque não tenho dúvidas de que há uma história. Uma história de muita vigarice, luvas e corrupção que ligou os dois lados do Atlântico. Ficando pelo amigo Lula, esse, sabe que o cerco está a apertar-se. Na reacção dos petistas com a possibilidade de Lula ser finalmente apanhado nas teias da justiça brasileira, um filme que soa a déjà vu: cabala da direita para atacar um bom homem que sairá por cima; o juíz do caso é um sacana com demasiado poder que coloca em causa o Estado de direito democrático; a comunicação social dedica-se a jornalismo de sarjeta. País irmão? Certamente.

Uma proposta para conciliar de vez a liderança do PS com os seus jovens turcos

Este texto de André Azevedo Alves explicado com um "desenho" simples: enquanto os jovens turcos socialistas ou simpatizantes socialistas deliram em aprovação, nas redes sociais, com os argumentos de Pacheco Pereira, Jorge Coelho, na Quadratura do Círculo, diz que o militante social-democrata (que deve ser um dos eleitores do Nóvoa) é o representante do Syriza no programa. Como estes jovens turcos quiseram correr com a liderança socialista anterior porque, entre outras coisas, Pacheco era mais oposição ao Governo do que o Partido Socialista de Seguro, perante a manutenção de um quadro com Costa semelhante ao do passado, proponho Pacheco Pereira para líder do PS. Só assim o prognóstico de Soares concretizar-se-à: «Se o PS fosse um bocadinho mais activo tinha 90% dos votos».

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-