Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Má gestão e caso de polícia

O União de Leiria parece ter destino traçado e a pergunta que se impõe é quantos outros seguirão o mesmo caminho? Para a história registe-se que o município local, com o apoio do Estado português, construiu-lhes um estádio novinho em folha no qual, por motivo de dificuldades financeiras, já nem conseguiam jogar. Vai-se o clube, mas fica o elefante branco. Outros clubes em situação idêntica ou que para lá caminham procuram a fuga em frente, com pedidos ridículos de alargamento da Liga profissional e buscas desesperadas por aumentos das receitas televisivas. Uma fuga que esbarra na resistência dos grandes do futebol nacional que têm procurado refúgio num modelo de gestão que colide com as exigências dos mais pequenos. Entre outras coisas, os grandes têm a Europa para lhes proporcionar receitas directas ou indirectas, com a venda de jogadores valorizados por boas campanhas europeias, e não querem prejudicar esse filão. Dito isto, não deixa de ser curioso que a Liga de clubes lembre-se de criticar o sindicato dos jogadores por «má gestão» quando são muitos os clubes da Liga que têm salários em atraso para com os seus jogadores; exemplos flagrantes de má gestão é o que não falta. Já o presidente do U. de Leiria fala em «caso de polícia», tendo em conta algumas relações da política com o futebol e o desperdício de dinheiros públicos que houve no sector, não posso deixar de pensar que a expressão é boa, só estará aplicada ao caso errado.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Mr. Brown 01.05.2012

    Caro Francisco, podia ir mais longe no seu comentário e deixava aqui a «verdadeira história» que desconheço. Eu só sei aquilo que tem vindo nos jornais, com o Bartolomeu a queixar-se frequentemente que não tinha dinheiro para pagar o que a Leirisport exigia ao clube, bem como lamentos vários pela má gestão do estádio por parte dessa entidade. Mas o Bartolomeu que lamentava a má gestão dos outros é o que levou o clube para a situação que este vive no momento presente. E, diga-se, não há gestão que valha para um estádio que está claramente sobredimensionado face às necessidades da região.
  • Sem imagem de perfil

    Francisco 01.05.2012

    O União de Leiria é o clube de um só homem desde que Bartolomeu assumiu a presidência. Enquanto houve dinheiro na economia, foram aparecendo patrocínios e com uma política 'escura' de empréstimos e aquisição/venda de jogadores as coisas foram andando. Enquanto houve dinheiro e as relações Bartolomeu/Pinto da Costa eram boas...
    Entretanto, começou a haver menos dinheiro, Bartolomeu zangou-se com Pinto da Costa (ou vice-versa), ele próprio (Bartolomeu) terá entrado em dificuldades financeiras e a 'casa' começou a abanar. Este ano, para tentar compensar, encostou-se ao Benfica (a maioria dos jogadores que entraram em campo ante-ontem têm contrato com o Benfica) e a coisa correu mal.
    Localmente, a relação clube/autarquia é má pelo menos há cerca de 15 anos (à época a propósito do terreno para um posto de combustíveis - que não foi cedido).
    Quando o estádio foi construído o relacionamento piorou, pois Bartolomeu queria utilizá-lo de borla (ou quase) e a autarquia não esteve pelos ajustes; mal ou bem, o epílogo aconteceu esta época, com o clube a jogar na Marinha Grande.
    Portanto, o estádio não foi construído para o clube (lembro, a propósito que é um dois únicos estádios do Euro com pista de atletismo, que esta é a melhor do País, que é utilizada todos os dias e que já recebeu várias provas europeias). Não é, portanto, um campo de futebol: recebe atletismo, pode receber eventos vários (empresariais, sociais, etc) e a sua capacidade é de 'apenas' 24 mil cadeiras (oito mil foram instaladas numa bancada provisória apenas para o Euro). Todos os estádios são 'sobredimensionados'... nenhum clube português sozinho enche o seu estádio; isso em Leiria nota-se particularmente pelo que escrevi no início: é um clube de um só homem e isso afastou os adeptos.
    O 'sim' ou 'não' ao estádio fez correr rios de tinta (na minha opinião tardiamente...) e não vale a pena perder tempo com isso: existe. Se é bem ou mal gerido é outra discussão, que não tem a ver apenas com o Bartolomeu nem com a SAD do clube e, por isso, só em parte deve ser aqui chamada. E a parte que vale a pena é esta: a SAD queria usar o estádio de borla (ou quase); a autarquia disse não. Acresce um conflito pessoal entre os presidentes (da Câmara e da SAD) que complicou as coisas: esticaram a corda e ficaram os dois a perder.
    Já agora: se o sindicato dos jogadores tivesse escolhido Setúbal, Figueira da Foz, Matosinhos ou outra cidade qualquer para desencadear as acções que desenvolveu em Leiria o que se diria?
  • Imagem de perfil

    Mr. Brown 01.05.2012

    Afinal a história que me conta é a que eu conheço: especialmente a parte do "Bartolomeu queria utilizá-lo de borla". Mas depois permita-me rebater o que diz sobre o estádio não ter sido «construído para o clube» e não ser «um campo de futebol», com um argumento muito simples: não existisse uma equipa chamada União de Leiria e não fosse pelo futebol (por via da realização do Euro em Portugal) e aquele estádio pura e simplesmente nunca teria sido construído (estádio sem clube que o utilizasse o do Algarve já era estupidez que bastasse, embora ainda assim eles soubessem à partida que em Leiria nunca o futebol por si só seria capaz de rentabilizar aquele espaço e por isso a necessidade de adaptar o estádio para outros eventos que não só os futebolísticos).
    Quanto à sua pergunta final, parece-me que no meu post deixo claro que não tomo este problema como exclusivo do União de Leiria. Mas registe-se que em Setúbal, Figueira da Foz ou Matosinhos, felizmente, não se lembraram de construir um estádio que custasse o que custou o Magalhães Pessoa. Muito embora em Matosinhos também exista uma situação deveras interessante, da qual já dei conta aqui: http://thecomedians.blogs.sapo.pt/334504.html e aqui: http://thecomedians.blogs.sapo.pt/195284.html
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mr. Brown

    foto do autor

    Comentários recentes

    • twitter

      Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

    • Mr. Brown

      Não é amuo. É mudança de vida. :)

    • Izhar Perlman

      Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

    • E esse amuo?

      E esse amuo? Continua?

    • Twitter

      E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    subscrever feeds

    -