Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

Nobre política

O ponto de partida de muitos apoiantes de Fernando Nobre é a premissa de que todos os políticos, sem excepção, são responsáveis pela situação calamitosa em que nos encontramos. Ponderemos sobre isso. Todos os políticos são maus, uma réplica do discurso de que todos os empresários são maus, um discurso recorrente mas que não cola com a realidade. Até podem existir poucos políticos e empresários bons, mas existem, e é com esses que temos de contar. E se na sua maioria são maus, mais não será do que reflexo do povo que temos (e o povo, enfim, não pode ser substituído como quem muda o pneu de um carro). Depois, a consequência lógica dessa forma de pensar, a de que todos os políticos são maus e nenhum deles pode ser aproveitado para resolver os problemas do país, desagua na seguinte conclusão lógica: se não são os políticos que nos podem tirar da crise, resta-nos aguardar por um messias (o que para o cidadão desesperado, cansado de esperar por soluções efectivas e que se façam notar, será o primeiro que lhe apareça à frente e não tresande a política). No caso em apreço esse messias é Fernando Nobre - figura que, por boa parte dos seus apoiantes, é quase elevado à categoria de santo quando posto em comparação com os tenebrosos políticos que fazem parte do sistema. Nobre é o escolhido para ocupar o posto de Presidente da República não pelo seu percurso político, mas exactamente pela ausência desse percurso, um absoluto contra-senso quando nos referimos a um cargo eminentemente político.

É preciso uma regeneração política em Portugal? É, mas não se começa pelo cargo mais alto da nação. Estas coisas têm de ter inicio na base para serem sustentáveis e produzirem os efeitos que se desejam. Colocar a carroça à frente dos bois, invés de resolver qualquer dos problemas que nos afectam, só irá acrescentar outro aos já existentes.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-