Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

Foguetes ao ar

O segundo trimestre do ano ajuda a deitar por terra o mito da espiral recessiva, pode ser visto como a luzinha ao fundo do túnel que alguns procuravam e prova de que os sacrifícios dos portugueses não têm sido em vão, mas confesso que não fiquei mais optimista com os dados do segundo trimestre. Fiquei como já estava. Desde que a troika entrou em Portugal, nem tudo tem sido bem feito, mas, na globalidade, foram mais os passos no sentido certo do que o contrário e ainda que o segundo trimeste continuasse a demonstrar subida do desemprego e contracção económica, continuaria a acreditar nisso mesmo. Dito isto, há alguns pormenores que convém ter em atenção: 1) Portugal acompanha a zona Euro na melhoria da actividade económica: sempre foi assim e assim continuará a ser, ou seja, boa parte da evolução da nossa actividade económica, para o bem e para o mal, está depende de factores que não controlamos (e, com alguma justiça, convenhamos que as previsões de Gaspar saíram muito prejudicadas por isto mesmo); 2) se no terceiro trimestre do ano o desemprego continuar a diminuir e/ou a economia a crescer - o que duvido que aconteça -, nesse caso estarei disposto a tornar-me mais optimista; e 3) grandes conclusões com base no desempenho de um trimestre não são para levar muito a sério: no dia em que a nossa economia crescer vários trimestres consecutivos acima da média do crescimento da zona euro, esse será o momento em que deitarei foguetes ao ar. Se não aproveitarmos a actual fase para rompermos definitivamente com o passado e estruturarmos a nossa economia de forma a dotá-la de capacidade para obter melhores resultados do que o restante conjunto dos países da zona euro, o que não deveria ser muito difícil dado que o nosso ponto de partida é mais baixo, este período foi, aconteça o que acontecer, uma oportunidade falhada. E há ainda tanto por fazer. Temo que, deslumbrados com ilusórios resultados de curto-prazo, os actuais políticos, em conjunto com um povo cansado de reformas, tornem a perder noção do muito que ainda nos falta fazer e da urgência em fazê-lo.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-