Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

Debates presidenciais (9)

1. No debate de Cavaco Silva contra Manuel Alegre esperava-se um Alegre ao ataque e um Cavaco à defesa, um pouco à semelhança do que aconteceu no debate da última campanha presidencial entre Mário Soares e Cavaco Silva (se bem que, tomando esse debate como referência, de pouco serviu a estratégia a Soares). Contudo, Cavaco Silva trocou as voltas neste debate e do primeiro ao último minuto nunca deixou de estar ao ataque.

2. Manuel Alegre demorou a entrar no ritmo, entrou em modo derrotado e derrotado saiu.

3. O poeta perdeu mais tempo com o caso BPN, onde considero que Cavaco em pouco ou nada é beliscado, muito por culpa da forma como o candidato de Viana do Castelo abordou o tema, do que com o caso dos mails da presidência e Fernando Lima, um caso que teria maior potencial para dar frutos e que se enquadraria facilmente no campo do jogo limpo.

4. Um Cavaco Silva animado e vivo tornou este debate muito mais atractivo do que os outros a que assisti. Mas contínuo a lamentar a meia-hora de debate. Assim, no que toca ao esclarecimento do eleitor, estes debates pouco ou nada acrescentam.

5. O actual Presidente da República vinha com uma estratégia claramente definida: associar a verdade à sua pessoa e desmontar inverdades promovidas por Alegre. Inserida nesta estratégia, a defesa que Cavaco Silva fez do Estado Social, uma bandeira que Manuel Alegre tenta ter como sua, foi particularmente assertiva.

6. Manuel Alegre demonstrou que no que toca à avaliação do mandato do actual Presidente da República é o que fez melhor o trabalho de casa. Atacou, bem, as promulgações de Cavaco Silva com notas exculpantes (para usar o termo proposto por Medeiros Ferreira) e referiu a atitude submissa de Cavaco perante o presidente checo. Mas perdeu-se muitas vezes na forma. E em política, por boa que seja a mensagem, é necessário alguém que a saiba transmitir. Manuel Alegre, claramente, não esteve à altura do que se lhe exigia.

7. O candidato apoiado pelo BE e pelo PS, que em boa parte da sua campanha insistiu muito no tema da co-responsabilização de Cavaco Silva pela situação em que nos encontramos, demonstrou que o assunto não tem pernas para andar quando vindo da sua parte. O apoio do PS socrático tem custos elevados.

8. Será preciso muito spin para alguém dar este debate como uma vitória de Manuel Alegre. Cavaco Silva, algo apático em debates anteriores, naquele que mais contava, ganhou por larga margem. Ninguém diga que o homem não sabe o que faz. Profissional até ao 'osso'.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-