Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

A retoma vista pelo consumo

1. Consumo de electricidade aumenta após dois anos de quedas

2. Número de carros vendidos em Portugal sobe mais de 11 por cento

3. Vítor Gaspar bem tentava explicar que nas suas previsões o que mais falhou foi o ritmo da queda do consumo em Portugal, demasiado acelerado em relação ao que era previsto. Espero, pois, que esta melhoria recente do consumo interno seja sinal de uma espécie de ajustamento dos portugueses face àquilo que foi estimado inicialmente por Gaspar - sendo, portanto, fenómeno temporário de correcção em relação a um ano (o de 2012) em que o consumo caiu muito mais do que seria normal -, do que sinal, como outros temem, de que os portugueses preparam-se para voltar à vida do consumo desenfreado.
4. Ao que julgo saber, o Banco de Portugal prevê que o aumento da poupança dos portugueses tenha vindo para ficar, ou seja, represente uma efectiva mudança estrutural na nossa economia. Assim seja, mas tenho bem presente na memória quando, ainda na primeira metade da década passada, muitos técnicos do Banco de Portugal já consideravam que a via que levava a nossa economia era insustentável e, esperando que o consumo deixasse a breve trecho de ser o motor da economia, eram, ano após ano, constantemente surpreendidos ao verificarem que o consumo mantinha-se sempre como uma das principais variáveis explicativa para o pouco crescimento que íamos alcançando.

5. Atente-se no que o FMI tem vindo a dizer sobre a sustentabilidade da nossa retoma. Eles lá sabem o que os preocupa. E eis o que mais temo: o Governo, com eleições em 2015, vai querer surfar a onda até ao fim.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-