Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

O BES, a Pátria e a TAP

«Nas declarações prestadas o Dr. Paulo Portas referiu que a decisão tomada quanto à necessidade de inclusão do BES no financiamento teve por base a defesa da soberania do Estado português a quem competia a escolha do financiador». Uma das coisas que me chateia na privatização da TAP, muito sinceramente, é saber que a mesma, nesta fase, está nas mãos do CDS de Portas. E quanto mais eles dizem, como é apanágio do CDS, que o processo vai decorrer de forma a proteger o interesse nacional - o que quer dizer um conjunto de obrigações e obrigaçõezinhas para os potenciais compradores, o que aumenta a complexidade do processo -, mais temo.

A protecção da TAP

Não tenho pachorra para as conversas sobre a TAP e a sua importância: por mim, era privatizar a totalidade da empresa a quem quisesse pegar naquilo e se no dia seguinte a companhia tivesse de falir e desaparecer, falia e desaparecia. É, aliás, precisamente o falir e desaparecer que torna o sector privado mais eficiente e melhor gerido do que o sector público. A mim só me preocupam as empresas com prejuízo atrás de prejuízo que não desaparecem porque contam com a protecção do contribuinte/Estado. E é isso mesmo que gostava que a TAP deixasse de ser.

Only angels have wings

A TAP está a passar uma má imagem com a suspensão de voos. Os pilotos querem ver o problema resolvido, por isso ponderam avançar para uma greve. E, pimba, acabam-se os voos suspensos. É preciso esclarecer que é isto que se passa, não vá alguém mal intencionado pensar que o sindicato dos pilotos mal remunerados, coitados, quer aproveitar um momento de fragilidade da empresa para, com chantagem, conseguir que a empresa ceda a seu favor. Quando é que avança a privatização desta empresa, mesmo?

Povo irmão

A presidenta Dilma veio tratar da privatização da TAP com o próximo primeiro-ministro. E o que nos vale é que os brasileiros são sempre bons amigos e negócios obscuros é coisa só de angolanos (ou empresários colombianos). De resto, está feita nova prova (para os ingénuos e distraídos): o PS não é contra as privatizações - pelo contrário, adora-as -, quer é ser ele a tratar delas. É que se feitas pelos outros são sempre obscuras, pouco transparentes, enfim, negociatas lesa-pátria.

Péssimo serviço

Num sinal claro de incompetência, porventura explicativo da inexistência de grande interesse por parte de outras operadoras em comprar a companhia, trabalhadores da TAP enganam-se e emitem bilhete de cliente com destino errado. Ou então é tudo propositado, até porque os sindicatos da TAP tudo têm feito para tornar a companhia ainda menos atractiva do que ela já é. Veremos se o tiro não lhes sai pela culatra.

Ainda a TAP

Sabem há quantos anos andam a preparar a TAP para uma privatização? Há mais de uma década. Fernando Pinto foi em boa parte contratado para isso e está lá desde o ano 2000. Mas este Governo, falhado este processo de privatização, em aproximadamente um ano vai milagrosamente arranjar forma de tornar a TAP atractiva e privatizá-la de vez. Podem esperar sentados. Há uma diferença abissal entre aquilo que é a valorização que a sociedade portuguesa faz da TAP enquanto um todo e aquilo que a companhia realmente vale no mundo dos negócios: zero ou abaixo disso. Ninguém lhe quer pegar e nós é que estamos eternamente pegados a ela. A esta filha gorda e feia, se é objectivo do pai arranjar-lhe um bom partido, ainda vamos ter de lhe pagar uma lipoaspiração bem cara que a torne mais bela. Carrega contribuinte.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-