Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Conversa socialista da treta

«Temos de encontrar alternativas complementares às contribuições patronais do lado dos salários, através de um sistema que também leve em linha de conta os lucros das empresas [IRC social]». Portanto, não só o PS vai travar a descida do IRC como pretende subi-lo para ajudar a garantir a sustentabilidade da SS? Brilhante (eu sei que o carissimo socialista demagogo, ex-ministro socrático, acrescenta «sem pôr em causa o valor global da contribuição patronal», mas se não põe em causa esse valor, qual o objectivo da mudança, de que forma é que a medida se reveste de garante da sustentabilidade do que quer que seja?). Enfim, quanto ao resto, não adianta perder muito tempo com a demagogia socialista. É como a história do combate ao défice que não se resolve com austeridade, mas antes com crescimento. Claro que se o emprego disparar, os emigrantes regressarem e os salários aumentarem, a segurança social pode entrar numa rota de sustentabilidade. O problema é que uma evolução (super) positiva destas variáveis é coisa que nem o PS, nem qualquer outro partido, pode garantir. Mais: qualquer pessoa com bom senso não acredita nisso. Como a reforma da SS do próprio Vieira da Silva, uma reforma que já à altura afectou gravemente as perspectivas dos mais jovens, deixando sem penalização os mais velho, é exemplo evidente: todas as previsões assumidas na elaboração desse documento falharam redondamente (e já agora, perguntemo-nos: porquê que foi necessária tal reforma? Não bastava o crescimento do emprego e yada, yada, yada?). Esta lógica socialista do «não precisamos de tomar medidas impopulares porque o futuro é rosa e tudo o que hoje parece um problema pode ser resolvido sem dor» é a maior conversa da treta que conheço. E mete nojo, para quem percebe que muito do que o país passou nos últimos anos derivou dessa mesma conversa da treta que se pauta pela inacção e pelo adiar da resolução de problemas inadiáveis.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-