Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

Enriquecimento ilícito com Sócrates em pano de fundo

Numa entrevista entediante de Passos à RTP, talvez o aspecto que mais mereça ser registado é o primeiro exemplo de proposta política que poderá garantir ganhos à pala do caso Sócrates: «é tempo de não baixar os braços» e insistir na criminalização do enriquecimento ilícito. Do mero ponto de vista da estratégia política, para o PSD é perfeito: nem se pode dizer que seja uma discussão oportunista, pois estava agendado e garantido há muito o regresso do tema. Pelo meio, aproveita para malhar no Tribunal Constitucional que foi quem chumbou a proposta inicial. Proposta essa à qual só o PS se opôs. O regresso da discussão sobre este tema, com o caso Sócrates em pano de fundo, será uma enorme batata quente para os socialistas (basta ler as notícias recentes: Sócrates foi contra a lei do enriquecimento ilícito ou Lei do enriquecimento ilícito obrigaria Sócrates e Carlos Silva a justificar gastos, para dar dois exemplos). Mas, apesar de considerar que a nossa justiça dá demasiadas garantias à defesa, nesta matéria, estou com o PS (e com o TC). Não devemos aderir à táctica do «vale tudo». Acrescento, contudo, que no dia em que António Costa foi eleito secretário-geral do PS, nesse mesmo dia em que Sócrates era ouvido no TIC e no seguimento de uma semana em que tínhamos sido brindados com o caso vistos gold, o novo líder do PS enunciou, num breve discurso, as principais bandeiras do PS: nestas, sobre o combate à corrupção ou outros temas relacionados com a justiça, nem uma palavra. Não pude deixar de estranhar, até por Costa tratar-se de um ex-ministro da justiça que tinha puxado dos galões para relembrar tudo o que fez pelo combate à corrupção durante as primárias do partido.

1 comentário

Comentar post

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-