Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-

Mundial Fifa (3)

 

Gostei muito de ver o Pirlo a espalhar magia no Brasil. Tal como o vinho, parece melhorar à medida que envelhece. Com 35 anos, continua a ser o maestro da sua equipa. Fez 108 passes no jogo com a Inglaterra, acertou 103. Simulação perfeita no lance do primeiro golo italiano; remate de livre fantástico que merecia ter tido melhor sorte que a barra. Mas passemos a coisas mais tristes.

 

 

Passos e Cavaco fizeram bem em não ir ao Brasil, pois sendo certo que por um lado perde-se a oportunidade de ter um líder português a figurar na caderneta de cromos constituída pelas fotos dos líderes mundiais com Blatter, evitaram estar presentes na maior humilhação futebolística portuguesa a que assisti. Muito se falará da escolha da equipa titular por Paulo Bento, mas parece-me um equívoco esse debate. Com um Patrício que decidiu demonstrar outra vez que não sabe jogar com os pés e, portanto, nunca será guarda-redes de topo; com um João Pereira a fazer lembrar os seus piores tempos no Sporting; com Pepe a evidenciar-se pelo soltar do seu lado violento, além de ter sido ele o jogador que falhou no lance pelo ar que deu o segundo golo dos alemães; com a equipa no ataque, mesmo em situações onde tal não se justificava, a só ter olhos para o Ronaldo, no que só pode facilitar a vida a quem defende; com Moutinho a demonstrar que os ares do Mónaco não lhe fizeram bem, antes pelo contrário; etc.; se há alguma coisa de muito errada, dificilmente se restringirá à simples constituição da equipa (até porque Portugal não tem um leque de escolhas por ai além que possibilite grande debate sobre quem deve ou não jogar).



Enfim, na desorientação que infectou quase todos os jogadores, se não todos - em muitos, como Ronaldo, a preceder a desorientação esteve uma desilusão precoce com o rumo que o jogo seguia: o pénalti fez mossa -, fez lembrar o Mundial da Coreia em 2002. Mau augúrio, ainda que não devamos deitar a toalha ao chão. Mas, com aquele apelo de Ricardo Costa logo a seguir ao final do jogo de que temos de «levantar a cabeça», a coisa promete. Noutro ano de má memória, em 1986, já foi esse o cognome atribuído aos jogadores portugueses e temo que acabemos regressando a ele: os Patrícios. Sendo que com Patrícios, não vamos lá.

 

 

Para terminar, dizer que se Merkel festejou, além da nossa evidente falta de capacidade, a culpa é mesmo da Alemanha - mais organizada; mais eficiente; em suma, deu-nos banho de bola -, e não do árbitro; nem da FIFA, nem do Platini. Não se procure inventar desculpas onde elas não existem.

1 comentário

Comentar post

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
-