Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Sobre as declarações de Rangel

É óbvio para qualquer pessoa com dois dedos de testa que Rangel referia-se à instrumentalização que o PS fez da justiça. É igualmente óbvio que Sócrates, até pelas histórias agora conhecidas, era gajo para instrumentalizar a justiça. Essa evidente instrumentalização da justiça ficou personificava pelas figuras sinistras de Pinto Monteiro e Cândida Almeida. Instrumentalização que contou com o silêncio cúmplice de todo o PS, inclusive do ex-ministro da justiça e número dois socrático, António Costa. O PS, invés de estar com lágrimas de crocodilo em relação às declarações de Rangel, devia antes fazer mea culpa sobre esse seu passado recente e demarcar-se da governação socrática. Coisa que não só ainda não fez, como Costa e seus apaniguados, nunca nos esqueçamos, vinham preparados para recuperá-la em forma de elogio, provavelmente a tempo de lançarem Sócrates para as presidenciais. A lata desta malta é tal que João Galamba, sempre muito activo na frente demagógica, até veio falar no PSD como o «partido dos banqueiros», esquecendo, como Rangel também fez questão de sublinhar, a ligação do seu partido a Salgado e as salganhadas verificadas em várias empresas nacionais no seguimento disso mesmo. Enfim, a malta sem vergonha que suporta o PS bem pode vir com Tecnoformas, submarinos e quejandos, que essa realidade triste do nosso passado não apagam. De resto, em qualquer sociedade séria, o que se passou com Sócrates seria motivo para amplo debate, ponderação e reflexão, no sentido de evitar que tal voltasse a suceder. Nunca este silêncio podre para onde muitos gostam de atirar o caso socrático. Por isso mesmo, obrigado Paulo Rangel. Alguma malta ficou incomodada? É normal, a verdade dói.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-