Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Os Comediantes

We mustn’t complain too much of being comedians—it’s an honourable profession. If only we could be good ones the world might gain at least a sense of style. We have failed—that’s all. We are bad comedians, we aren’t bad men.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-

Um clube diferente de todos os outros

Tem um presidente que, em discurso de inspiração chávista, usa frases como «defenderei sempre o Sporting. Mas se não me protegerem, eles dão cabo de mim» ou «há deputados que só se preocupam com o Sporting. E que tenham cuidado, porque estão a arranjar 3M de inimigos». Quem não está com o Bruninho não está a defender o clube; o clube deixou de ter adversários, passou a ter inimigos. Populismo 101. Um presidente que assume a cruzada contra a Doyen e os fundos abutres, mas depois recorre ao Caála do senhor Mosquito (desculpa-se dizendo que outros fazem o mesmo, mas o ponto nunca foi esse). Um clube apanhado numa teia de mentiras - o que faz com que qualquer informação prestada pelo clube passe a ter credibilidade zero -, entre as quais destaca-se a forma vergonhosa como tratou um ex-treinador, atirando para a comunicação social informações e acusações falsas contra o mesmo (e nem nos lembremos do papel triste que reservou a José Eduardo no ataque feito ao então treinador do clube ainda a época ia a meio). Um clube que falha contratações em cadeia quando tudo parecia estar fechado, chegando ao ponto de anunciar surpresas que viram lapso e perdendo um jogador para o rival quando até estava disposto e tinha capacidade para pagar mais do que o jogador acabou custando. Mais, cereja em cima do bolo, um presidente que acusou outros de gestão danosa e tirou-lhes o cartão de sócio, arrisca agora perder sem receber um tostão - estes comunicados são deliciosos - um jogador que em circunstâncias normais traria elevado retorno ao clube. E tem ainda o caso Doyen, que se já era uma bomba à espera de explodir, com a ausência do clube da champions ameaça atirar o barco ao fundo, dai que já comece a preparar o discurso populista para apresentar aos crentes (numa parte do discurso que merece ser reproduzida na íntegra porque, pelo elevado grau de irresponsabilidade com que se aborda o assunto, fosse eu adepto do clube e estaria preocupado): O Sporting tem toda a razão no caso Doyen. Não temos dúvidas daquilo que colocámos, mas não fazemos a mínima ideia do que vai ser a decisão. Sabemos que há muitos inocentes dentro de prisões e culpados fora delas. Se houver justiça ganhamos, se não houver podemos perder ou pouco ou tudo. A SAD recorrerá para os tribunais. Se perdermos de um lado, temos a certeza de que ganharemos do outro. Fomos a primeira direção das últimas décadas que não teve medo de tirar à SAD para dar ao clube. E se perdermos? Março de 2017, pavilhão João Rocha. Não gastámos ou deitámos fora. Vamos outra vez ganhar o nosso espaço. Se perdermos, na SAD arranjaremos solução, mas ao clube já ninguém tirará um património. Portanto esses facebooks escusam de esfregar as mãos se perdermos com a Doyen, porque aquele pavilhão, que não ia sair do buraco, está pago! Perguntam logo "pago como?". Com dinheiro. Pegámos em dinheiro e pagámos. Querem saber com que caneta foi... Foi por transferência bancária. Está pago, março de 2017. Ainda nem há decisão tomada e já ameaça com recurso a outro tribunal, fazendo aparecer dinheiro por milagre. Fuga em frente evidente. Onde é que já ouvi este discurso? Mas há mais: o presidente que, em 2013, deixou sair cá para fora a notícia de que tinha abdicado do seu salário de 5 mil euros, agora aumentou-o para 10 mil euros mensais. Tudo justificado pelo próprio: «o Sporting acha que pode ter no clube pessoas não remuneradas, que deve ser tudo amor e carinho. Se quiserem melhorar o Sporting, não peçam às pessoas para virem trabalhar de borla». Maravilhoso. Isto é tudo maravilhoso.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mr. Brown

foto do autor

Comentários recentes

  • twitter

    Até fui lá espreitar ao twitter.Não passam de umas...

  • Mr. Brown

    Não é amuo. É mudança de vida. :)

  • Izhar Perlman

    Por favor, ajude-me a trazer esta petição para a a...

  • E esse amuo?

    E esse amuo? Continua?

  • Twitter

    E esse Twitter?A passarinhar?Você ficou mesmo amua...

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds

-